Onde Tudo é Nada... E o Nada é Tudo
Terça-feira, 14 de Julho de 2009
Esperar

 

Um dia fartei-me de esperar, cansei-me, arrumei as minhas coisas e fui embora. Não disse palavra alguma, à nada ou a ninguém. Os parcos haveres que tinha couberam numa mala de mão, a grande angústia que sentia aumentou desmesuradamente a cada passo que dava em direcção a saída.
Nunca compreendeste os meus desejos ou não quiseste compreender. Sempre fugiste ao assunto, duma maneira ou de outra, passaste sempre ao lado. Usaste-me, aproveitaste-te de mim, nunca tiveste intenção de dar nada em troca, apenas querias receber sem nunca retribuir, álias o que sempre soubeste fazer bem.
Mas cansei-me. Hoje se quiseres podes continuar a ser como és, mas não esperes mais de mim, a partir de hoje não há mais nada, faz como quiseres e com quem quiseres. A partir de hoje toda a esperança desvaneceu-se, todo o sonho desfez-se, todo o nevoeiro que nos envolvia dissipou-se, pondo a mostra a dura realidade.
Quando um dia quiseres pode ser que eu já lá não esteja a tua espera para te fazer as vontades, para suprir as tuas necessidades materiais, pois esqueceste das minhas necessidades, não materiais mas emocionais.
Se calhar até nem compreendes o que estou a dizer, talvez não alcançes o sentido destas palavras, se calhar passam-te ao lado mais depressa que o ar que respiras. É pena, realmente é pena, mas assim é, tu segues numa direcção e eu noutra.
 Como diz um amigo: "É a Vida, esta maldita Vida"
Adeus.
(autor desconhecido)
 

sinto-me:

publicado por casadegentedoida às 01:40
link do post | comentar | favorito
|

3 comentários:
De Zorze a 14 de Julho de 2009 às 20:47
Quem espera desespera!

Só espera quem gosta de verdade!

Faz-me lembrar certa empresa portuguesa, onde clientes esperam horas para conversar com o atendedor.
São mais-valias que os mais rePUTAdos economistas e gestores de alcova desconhecem.
E todos os meses voltam. Quem corre por gosto não se cansa.

Abraço,
Zorze


De casadegentedoida a 14 de Julho de 2009 às 23:54
Zorze , todos nós esperamos, isto ou aquilo, algo que queremos, desejamos, nos faz falta. Muitas vezes não por necessidade mas por vaidade. Esperamos ter aquele carro, aquele telemóvel ou computador , plasma ou LCD. Mas realmente aquilo que nos faz falta por vezes não conseguimos. As vezes um gesto de afecto é o suficiente.
Abraços.


De Ana Camarra a 21 de Julho de 2009 às 21:41
Nos descaminhos do amor acho que há sempre 2 culpas, de quem faz e de quem deixa fazer...

beijos


Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
Dezembro 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


Contador
conter12
posts recentes

Feliz Ano Novo de 2017!!!

Mudança!

Deus repara coisas...

Uma gargalhada...

Porque é que depressão ma...

Dia da Mãe e Dia do Traba...

Motivação

Ano Novo!

Férias? Sim.

Um Dia Especial

links
arquivos

Dezembro 2016

Novembro 2016

Agosto 2016

Maio 2016

Abril 2016

Janeiro 2016

Julho 2015

Maio 2015

Março 2015

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Julho 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Setembro 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Junho 2011

Fevereiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

tags

todas as tags

Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds