Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Casa de Gente Doida

Onde Tudo é Nada... E o Nada é Tudo

Casa de Gente Doida

Onde Tudo é Nada... E o Nada é Tudo

A ÁGUA

casadegentedoida, 28.02.10

Escrito por Manoel Maria Barbosa du  Bocage -
Um clássico da literatura Portuguesa:

A ÁGUA

Meus senhores eu sou a água

que lava a cara, que lava os olhos

que lava a rata e os entrefolhos

que lava a nabiça e os agriões

que lava a piça e os colhões

que lava as damas e o que está vago

pois lava as mamas e por onde cago.


Meus senhores aqui está a água

que rega a salsa e o rabanete

que lava a língua a quem faz minete

que lava o chibo mesmo da rasca

tira o cheiro a bacalhau da lasca

que bebe o homem que bebe o cão

que lava a cona e o berbigão


Meus senhores aqui está a água

que lava os olhos e os grelinhos

que lava a cona e os paninhos

que lava o sangue das grandes lutas

que lava sérias e lava putas

apaga o lume e o borralho

e que lava as guelras ao caralho


Meus senhores aqui está a água

que rega as rosas e os manjericos

que lava o bidé, lava penicos

tira mau cheiro das algibeiras

dá de beber às fressureiras

lava a tromba a qualquer fantoche e

lava a boca depois de um broche.



Divulguem esta pérola da nossa literatura...

 Isto é mesmo uma casadegentedoida.

 

Cinco Regras

casadegentedoida, 21.02.10

Cinco regras para um homem ser feliz:

1. É importante que tenha uma mulher que o ajude na casa, que cozinhe, que
limpe e que tenha um trabalho fora para ajudar nas despesas;

2. É importante que tenha uma mulher com sentido do humor e que o faça rir.

3. É importante que tenha uma mulher na qual confie e que não minta.

4. É importante que tenha uma mulher que seja boa na cama e que goste de
estar consigo.

.

.

.

.

5. É MUITO, MUITO, MUITO, MUITO importante que essas quatro mulheres não se conheçam.

 Isto é mesmo uma casadegentedoida.

O Velho Padre

casadegentedoida, 16.02.10

O velho Padre, durante anos, tinha trabalhado fielmente com o povo africano, mas agora estava de volta a Portugal, doente e moribundo, no Hospital de S. José. De repente ele faz um sinal à enfermeira, que se aproxima.
- Sim, Padre? diz a enfermeira.
- Eu queria ver o Primeiro Ministro José Sócrates e o Ministro das finanças Teixeira dos Santos antes de morrer, sussurrou o Padre.
- Acalme-se, verei o que posso fazer, respondeu a enfermeira.
De imediato, ela entra em contacto com o Palácio de S. Bento e com José Sócrates. E logo recebe a notícia: ambos gostariam muito de visitar o Padre moribundo.
A caminho do Hospital, Sócrates diz a Teixeira dos Santos:
- Eu não sei porque é que o velho padre nos quer ver, mas certamente que isso vai ajudar a melhorar a nossa imagem perante a Igreja, o que é sempre bom.
Teixeira dos Santos concordou. Era uma grande oportunidade para eles e até foi enviado um comunicado oficial à imprensa sobre a visita.
Quando chegaram ao quarto, o velho Padre, pegou na mão de Sócrates, com a sua mão direita, e na mão de Teixeira dos Santos, com a sua esquerda. Houve um grande silêncio e notou-se um ar de pureza e serenidade no semblante do Padre.
Sócrates então disse:
- Padre, porque é que fomos nós os escolhidos, entre tantas pessoas, para estar ao seu lado no seu fim?
O velho Padre, lentamente, disse:
- Sempre, em toda a minha vida, procurei ter como modelo o Nosso Senhor
Jesus Cristo.
- Amém, disse Sócrates.
- Amém, disse Teixeira dos Santos.
E o Padre continuou:
- Então... como Ele morreu entre dois ladrões, eu queria fazer o mesmo.

 (autor desconhecido, recebido por email)

 

Isto é mesmo uma casadegentedoida.

Diferença entre "PEITO" e "TOMATES"

casadegentedoida, 08.02.10

 

Todos ouvimos falar em alguém ter Peito ou ter Tomates, mas sabe REALMENTE a
diferença entre ambos?


PEITO - É chegar a casa tarde, após uma farra com os amigos, ser recebido pela mulher com uma vassoura na mão, e ter peito de perguntar:
"Ainda estás a limpar a casa, ou vais voar?"


TOMATES - É chegar tarde a casa, após uma farra com os amigos, a cheirar a perfume e cerveja, baton no colarinho, e dar uma palmada no rabo da mulher e dizer:
"Tu és a próxima, gorducha!"

(autor desconhecido, recebido email)