Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Casa de Gente Doida

Onde Tudo é Nada... E o Nada é Tudo

Casa de Gente Doida

Onde Tudo é Nada... E o Nada é Tudo

Monólogo do Não

casadegentedoida, 27.10.10

- Olá! Tudo bem?

 - Não. Não está tudo bem.

 - Então? Passa-se alguma coisa?

- Não, não se passa nada.

- Hum, não me parece. Diz lá.

- Não, não digo.

 - Vá lá, diz lá o que se passa.

- Não me chateies.

 - Então? Não confias em mim?

- Não me apetece falar.

 - Olha lá, afinal o que é que tens?

 - Não tenho nada.

- Bom, vou ter de me chatear contigo.

- Não te chateies, pois não te digo nada.

- Já sei. Estás chateada comigo.

 - Não, não estou chateada contigo.

 - Foi porque me esqueci dos teus anos?

- Não. Tu não te esqueceste dos meus anos.

- Então foi por causa da prenda?

- Não, não foi por causa da prenda.

- Olha lá. Queres dizer ou não?

 - Não, não digo.

 - Bom, isto está complicado. Afinal o que se passa?

 - Não se passa nada.

- Se não dizes nada, vou-me embora.

- Não vais sozinho, espera por mim.

 

 FIM

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.