Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




EXISTE VIDA PARA ALÉM DO FACEBOOK?

por casadegentedoida, em 10.04.12

Existe vida para além do Facebook?

Na minha modesta opinião, sim, existe. Existem tantas coisas que podemos fazer sem ficarmos horas a frente dum computador, vendo as publicações dos nossos "Amigos", os seus anseios e desejos, as suas frustrações e convicções.

A Internet que é um conglomerado de redes em escala mundial de milhões de computadores, carrega uma ampla variedade de recuros e serviços, o que nos permite obter muita informação em qualquer momento e em qualquer lugar.

O aumento das redes sociais, a sua massificação entre os internautas, quase torna-se uma dependência para muitos.

Também eu liguei-me as redes sociais, também procuro saber o que se passa do outro lado do Mundo.

Mas o que dizer daqueles que são capazes de passar horas simplesmente a visualizar as publicações dos seus "Amigos"?

Há casos e casos de pessoas que passam o dia inteiro a espera de chegarem a casa e lançarem-se na "Rede". Passam as horas do dia de trabalho a pensarem naquilo que vão escrever, ou postar, nas fotos que vão publicar, as "conversas" que vão ter com Amigos ou amigos dos amigos.

São as fotos do cão, do gato, do pássaro, são vídeos que muitas vezes não interessam a ninguém mas são assim mesmo partilhados. São estados de espírito que são "transmitidos" através da Rede.

Será que o prazer que usufruímos ao publicar um vídeo de uma musica dos anos 60 é partilhado? Quem são as pessoas que gostam do mesmo género de musica?

O que dizer quando participamos numa campanha sobre algo que até nem nos agrada. Amigos do animais? Apoio as minorias? Quais minorias?

Noutro dia contaram-me o caso dum colega de trabalho, que durante um jantar da empresa, estava abatido, parecia chateado, aparentava estar alheio a tudo o que se passava em seu redor. 

Questionado sobre o facto, se por acaso se sentia bem, o mesmo respondeu que sim mas que tinha vontade de ir para casa, tinha assuntos a tratar e que eram inadiaveis, haviam pessoas que estavam a espera dele.

Seriam familiares, seriam visitas? Resposta: "São uns Amigos".

O jantar acabou. Dali até a casa dele eram cerca de 20 minutos. 

Alguém ficou desconfiado sobre aquela apatia e comentou: "Aposto que ele vai directo para o Facebook". "Vamos comprovar."

Alguém trouxe um computador e ligaram-no e qual não foi a surpresa quando, exactamente passados 25 minutos, lá estava ele ligado.

Publicou fotos e comentários sobre  o referido jantar. Por curiosidade alguém ficou a contar o tempo que esse colega ficou ligado e podemos afirmar que foi mais de 5 horas seguidas no Face.

Quem o viu no dia seguinte encontrou-o com olheiras, dores de cabeça, má disposição, sem paciência para colegas e publico em geral.

O que leva uma pessoa estar horas a fio em frente dum pc vendo e lendo o que outros publicam?

O que traz de produtivo à alguém estar horas sem dormir, perdendo tempo importante de descanso, só para ver o que os seus "Amigos" estão fazendo no pc?

O que leva alguem a querer estar com "Amigos" num plano virtual quando pode se deslocar e estar frente a frente com eles?

Será que alguém pode me explicar as razões?

Será que alguem pode me dizer o porque deste tipo de comportamento?

Em alguns casos até sou capaz de compreender, as distancias, outro País, outro Continente, uma cidade afastada.

Mas na mesma freguesia? Até na mesma rua?

Quem puder que me diga porque as vezes não compreendo.

Obrigado.

 

Isto é mesmo uma casadegentedoida.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:08


1 comentário

De Emmanuelle Maia a 28.07.2012 às 03:04

Perfeita essa análise de como as pessoas fizeram do Facebook o único lugar que vale a pena estar (coisa da qual discordo completamente). Tanta baboseira que se vê ali, sem falar no alto nível de vaidade! Entro de vez em quando para dar uma espiadinha e saio poucos minutos depois. Não entendo como há gente que perde horas, noites, postando e comentando com as mesmas pessoas com as quais já passa o dia no trabalho ou na faculdade. Eu, hein?

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Contador

conter12


Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D


Links

Blogs Amigos

Blogs a visitar

Sítios Interessantes





Fazer olhinhos